Quatro jogos abrem o Brasileiro de Basquete em Cadeira de Rodas nesta quarta-feira

Começa nesta quarta-feira (8) o Campeonato Brasileiro de Basquetebol em Cadeira de Rodas masculino – Terceira Divisão. Sediado em Campo Grande, o primeiro dia de competição será marcado por quatro disputas. As partidas acontecem no Ginásio Poliesportivo Avelino dos Reis (Guanandizão), a partir das 8 horas, com entrada gratuita ao público. O campeonato é uma realização da Confederação Brasileira de Basquetebol em Cadeira de Rodas (CBBC), com o apoio do Governo do Estado, via Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul).

A cerimônia de abertura também ocorre nesta quarta-feira (8), a partir das 20 horas, com a presença de todas as delegações e autoridades. Logo após a solenidade, por volta das 21 horas, o time da casa, a Associação Supera Sidrolandense de Pessoa com Deficiência (Assiped)/Pantanal Sobre Rodas (MS), entra em quadra. A partida será contra a Associação Atlética das Pessoas com Deficiência da Paraíba (AAPD-PB). 

Além de clubes de Mato Grosso do Sul e da Paraíba, mais seis unidades federativas serão representadas no Brasileiro: All Star Rodas Belém (PA), Grupo de Ajuda dos Amigos Deficientes de Indaiatuba (Gaadin-SP), Associação dos Deficientes Físicos do Amapá (Adfap-AP), Associação Desportiva dos Deficientes Físicos de São Gonçalo (ADD/SG)/Navebrás/Nova Escola (RJ), Brasília Raptors Basquete (DF) e Leões/Secretaria Municipal de Esporte e Juventude (Smej)/Castro (PR). 

“Campeonatos nacionais sempre trazem muita animação para nós, envolvidos com esporte. Ainda mais quando são realizados em nosso próprio Estado, proporcionando a oportunidade de a população torcer pela equipe em casa. Esperamos grandes partidas no Guanandizão”, destaca o diretor-presidente da Fundesporte, Silvio Lobo Filho. 

A técnica da Assiped/Pantanal Sobre Rodas, Belquice Falcão, não esconde a ansiedade de estrear na competição, que volta a Mato Grosso do Sul após mais de uma década. “Estamos com a expectativa altíssima. Treinamos bastante, e vamos viver esse sonho de jogar um campeonato de nível nacional em casa”, conta a treinadora, uma das precursoras da modalidade paralímpica no Estado. A equipe treina regularmente no Centro Poliesportivo Mamede Assem José, o popular Poliesportivo da Vila Almeida, complexo administrado pela Fundesporte na Capital. 

As quatro melhores equipes, isto é, as que chegarem às semifinais, garantem o acesso à Segunda Divisão. “Vamos lutar por essa classificação em uma divisão mais alta, para competirmos com equipes mais fortes e melhor preparadas, colocando ainda mais nosso Estado em destaque. Uma vez na Segunda Divisão, teremos que mudar nossas estratégias”, conclui Belquice.

A delegação paraense foi a primeira a desembarcar na Cidade Morena. O técnico do All Star Rodas Belém (PA), Wilson Flávio Corrêa, já esteve em Campo Grande e novamente elogiou a receptividade. “Primeiro, queremos agradecer o Estado por nos receber tão bem. Apesar da grande distância, viemos para jogar de igual para igual, fazer um bom campeonato e aproveitar as belezas de Campo Grande. Acredito que o público vai ver grandes espetáculos, porque temos nessa competição até atletas que já passaram pela seleção brasileira”, enfatiza o treinador, conhecido no meio esportivo como Caju.

Já Joaquim Ribeiro, armador do Gaadin (SP), visita a Capital sul-mato-grossense pela primeira vez. “Pelo pouco que vi, gostei bastante da cidade, pessoal muito atencioso e organização excelente do evento. Viemos focados e treinamos bastante para buscar o título”, afirma o atleta que já integrou a seleção brasileira e disputa a primeira competição pelo time de Indaiatuba (SP). 

O paratleta tem 33 anos e aos 20 sofreu um acidente de trabalho. Não demorou muito para conhecer o basquetebol em cadeira de rodas. “São 13 anos em uma cadeira de rodas e foi no basquete que me identifiquei, sendo convocado para a seleção sub-20 logo no início da minha carreira”, revela. “É um esporte em que a gente se ajuda, encontramos motivação um no outro e criamos um laço muito grande de amizade”, encerra Joaquim. 

Confira abaixo a tabela de jogos do Campeonato Brasileiro de Basquetebol em Cadeira de Rodas Masculino – Terceira Divisão 2022:

Fase classificatória

8 de junho – Quarta-feira

8h – Grupo A: All Star Rodas Belém (PA) x ADDSG/Navebrás/Nova Escola (RJ)

10h – Grupo B: ADFAP (AP) x Brasília Raptors Basquete (DF)

15h – Grupo A: GAADIN (SP) x Leões/SMEJ/Castro (PR)

20h – Cerimônia de abertura

21h – Grupo B: Assiped/Pantanal Sobre Rodas (MS) x AAPD (PB)

9 de junho – Quinta-feira

8h –  Grupo A: Leões/SMEJ/Castro (PR) x All Star Rodas Belém (PA)

10h – Grupo A: ADDSG/Navebrás/Nova Escola (RJ) x GAADIN (SP)

15h – Grupo B: Brasília Raptors Basquete (DF) x AAPD (PB)

17h – Grupo B: Assiped/Pantanal Sobre Rodas (MS) x ADFAP (AP)

10 de junho – Sexta-feira

8h – Grupo A: ADDSG/Navebrás/Nova Escola (RJ) x Leões/SMEJ/Castro (PR)

10h – Grupo A:  All Star Rodas Belém (PA) x GAADIN (SP)

15h – Grupo B: ADFAP (AP) x AAPD (PB)

17h – Grupo B: Brasília Raptors Basquete (DF) x Assiped/Pantanal Sobre Rodas (MS)

Semifinais, final e disputas por posições

11 de junho – Sábado

9h – Semifinal 1: primeiro colocado do grupo A x segundo colocado do grupo B

11h – Semifinal 2: primeiro colocado do grupo B x segundo colocado do grupo A

15h30 – Cruzamento 5° a 8°: terceiro colocado do grupo A x quarto colocado do grupo B

17h30 – Cruzamento 5° a 8°: terceiro colocado do Grupo B x quarto colocado do grupo A

12 de junho – Domingo

8h – Disputa do 3° lugar: perdedor da semifinal 1 x perdedor da semifinal 2

10h – Final: vencedor da semifinal 1 x vencedor da semifinal 2

Links úteis:

Tabela de jogos – Campeonato Brasileiro de Basquetebol em Cadeira de Rodas masculino – Terceira Divisão

Boletim Informativo 1

Clara Rockel e Lucas Castro – Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte) Fotos: Divulgação/Fundesporte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *