Escola de Corumbá oferta projeto AJA/MS pela primeira vez

O ensino diversificado contribui para o crescimento intelectual e científico, podendo atender às perspectivas iniciais no mundo do trabalho, bem como, maiores oportunidades para constituir-se socialmente.

A Escola Estadual Dom Bosco, de Corumbá, está ofertando pela primeira vez o Projeto AJA/MS – Avanço do Jovem na Aprendizagem em Mato Grosso do Sul. O projeto é destinado a estudantes adolescentes entre 13 e 17 anos, na etapa do ensino fundamental, e jovens de 17 a 21 anos, na etapa do ensino médio.

O objetivo é oportunizar aos jovens estudantes, com distorção idade-ano, a possibilidade de acesso ao sistema educacional e a complementação de seus estudos de forma integrada, qualificada e participativa.

Avanço do Jovem na Aprendizagem é inserido pela primeira vez na unidade de Corumbá

O curso AJA/MS proporciona que o jovem participe de diversas atividades interativas, dinâmicas e criativas. O ensino diversificado contribui para o crescimento intelectual e científico, podendo atender às perspectivas iniciais no mundo do trabalho, bem como, maiores oportunidades para constituir-se socialmente.

Na proposta metodológica, há uma organização de estratégias que visam oportunizar as relações dialógicas em sala de aula, entre a escola, professores/estudantes, estudantes/professores, professores/professores que possam direcionar a comunicação. Dentre esses momentos de interação, existe a Acolhida, que é um momento criado para estreitar os laços de convívio e proporcionar afetividade, amizade, conhecimento e interatividade. Um momento de encontro entre estudantes, professores, equipe multidisciplinar e demais profissionais envolvidos com o Projeto.

Neste sentido, a coordenadora do Projeto AJA/MS na EE Dom Bosco, Gisele Correa Duarte, afirma que “o Avanço na escola Dom Bosco está preparado para fazer diferença na vida dos alunos, sendo referencial a nível de Mato Grosso do Sul”. “Além disso, estamos comprometidos com a metodologia do projeto, trabalhando a proposta da tutoria e da pedagogia da presença. Estamos focados no ensino humanizado e, desta forma, com essa condição estaremos construindo um processo de ensino aprendizagem que vai levar os nossos alunos a serem protagonistas da sua própria história.”

O diretor Fernando da Silva Cruz também levanta considerações acerca do impacto do projeto em sua escola. “Eu me surpreendi com o que eu vejo dos meus alunos. Eles que só deram problemas no ano passado, naquele pouco tempo que tivemos de aula presencial. Hoje são alunos que produzem, cheios de energia, imaturos e têm a questão da indisciplina que os acompanha. Junto a tais características, eles têm um histórico que tem um contexto familiar, socioeconômico, no entanto, descobri potencialidades ali que até eu e os professores desconhecíamos”, enfatiza.

“Dessa forma, vejo que o Projeto AJA-MS trouxe para nossa escola um sentido, que talvez nos últimos tempos de trabalho na educação eu tenha visto muito pouco, de que a escola existe e que sentido que ela tem feito na vida desses alunos”, finaliza diretor.

Adersino Junior, SED

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *