Home / Notícias / Saúde / “Agosto Dourado” reforça importância do aleitamento materno

“Agosto Dourado” reforça importância do aleitamento materno


A amamentação é um dos momentos mais importantes na construção do elo entre mãe e filho, além disso, o leite humano é o alimento essencial para o desenvolvimento do bebê nos seus primeiros meses de vida.  Este mês, instituído como “Agosto Dourado”, tem o intuito de promover, proteger e apoiar o aleitamento materno.

A Secretaria de Estado da Saúde desenvolve atividades durante toda a Semana Mundial do Aleitamento Materno, este ano com a temática “Amamentar: ninguém pode fazer por você. Todos podem fazer junto com você”, que acontece de 1 a 7 de agosto.

Durante esse período, a iluminação da ponte estaiada Mestre João Isidoro França, em Teresina, será na cor dourada, em alusão a cor da campanha que representa o padrão ouro de qualidade do leite humano.

– De 1º a 7 acontecerá a Oficina da cegonha e Mamaço. Sempre às 19h30 no Rio Poty Shopping.

– No dia 2, a abertura da Semana Mundial da Amamentação, às 10h no Auditório Dr. Ursulino Martins, na Maternidade Dona Evangelina Rosa. A nutricionista Maria do Carmo Pinto, profissional do Banco de Leite Humano da Maternidade, ministrará palestra com a temática a profissionais de saúde e mamães.

“As atividades da Semana do Aleitamento Materno mostram a importância de trabalharmos juntos para promover, proteger e apoiar o aleitamento materno. Precisamos repassar atitudes positivas, conhecimentos e habilidades que são indispensáveis para poder apoiar essas mães e famílias”, ressalta Consolação Nascimento, coordenadora de atenção à saúde da criança do Estado.

Essas ações buscam chamar atenção da população sobre importância do leite humano na saúde do bebê, bem como do aleitamento materno exclusivo durante os primeiros meses. A coordenadora também ressalta sobre o apoio que o parceiro deve dar a mulher lactante. Profissionais de saúde estarão prestando assistência para instruir corretamente as mães que enfrentam dificuldades para iniciar e manter a amamentação.

Também serão ministradas palestras, orientação a mães da comunidade e capacitação de profissionais de saúde na Ubs Drª Virginia Castelo Branco, Santa Clara , Ubs Cacimba Velha, Centro De Saúde Leônidas Melo – Cerâmica Cil, Ubs Adelino Matos, Ubs Vale  do Gavião, Hospital do Satélite.

Evangelina Rosa também participa da Semana da Amamentação

A amamentação é o principal fator de redução da mortalidade infantil, pois diminui a ocorrência de diarréias e infecções, principais causas de morte em recém-nascidos. Estima-se que o aleitamento materno reduza em até 13% a morte de crianças menores de 5 anos por causas preveníveis.

A partir dessas informações, a equipe do Banco de Leite da Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER) realiza diversas atividades sobre a importância da amamentação e doação de leite materno humano, durante a primeira semana de agosto, em alusão à Semana Mundial de Aleitamento Materno.

A abertura do evento acontecerá no auditório Ursulino Martins da MDER, às 10h dessa próxima quarta-feira (02), com uma palestra “Mãe não amamenta sozinha”, que irá discutir sobre a importância da família e profissionais de saúde no acolhimento e apoio às mães.

Entre os dias 1º e 7, as mães, gestantes e profissionais terão a oportunidade de assistir a palestras gratuitas, em um shopping na capital.

Atualmente o Banco de Leite da MDER atende mais de 30 recém-nascidos, que as mães não possuem condições de amamentá-los.

Benefícios do leite humano

– Fortalece a imunidade, o leite humano possui um importante papel na imunidade dos bebês, pois contém células de defesa e fatores anti-infecciosos capazes de proteger o organismo do recém-nascido.

– Contato com a mãe, o processo da amamentação tem papel importante no sistema nervoso da mãe, diminuindo o estresse. O contato faz com que o bebê se sinta mais seguro e tranquilo, evitando o choro e a ansiedade na criança.

– Diminui o risco de alergias alimentares, o esforço do bebê para sugar o leite ajuda no desenvolvimento dos pulmões, fortalecendo o órgão contra alergias. Além de colabora para a formação do sistema imunológico da criança, previne obesidade e intolerância ao glúten.

– Fácil de ser digerido, provoca menos cólicas nos bebês.

– Protege a mãe contra o câncer de mama e de ovário.

FONTE: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *