Home / Notícias / Destaques / Bolsonaro diz que governadores não vão conseguir dividir o Brasil
Presidente Jair Bolsonaro - Foto: Fátima Meira/Futura Press/Estadão Conteúdo

Bolsonaro diz que governadores não vão conseguir dividir o Brasil


Durante visita à Parnaíba na manhã desta quarta-feira (14), o presidente Jair Messias Bolsonaro (PSL) disse que os governadores que estão “querendo separar o Nordeste do Brasil” estão no “caminho errado”.

O chefe do executivo nacional declarou ainda que o caminho do Brasil é “um só” e que só existe uma bandeira.

“Há alguns governadores querendo separar o Nordeste do Brasil. Esses ‘cabras’ estão no caminho errado. O caminho do Brasil é um só, uma só raça, uma só bandeira verde e amarela”, afirmou.

O governador Wellington Dias (PT) não foi visto no aeroporto durante a entrega do título de cidadania parnaibana ao presidente, mas o coordenador de Comunicação, Allisson Bacelar, confirmou que o petista sobrevoou os tabuleiros litorâneos com Bolsonaro e retornou para Teresina.

‘Governadores de Paraíba’

Antes de uma entrevista à imprensa internacional, sem saber que já estava sendo gravado, o presidente Jair Bolsonaro disse ao ministro da Casa Civil, Onix Lorenzzoni, que entre os “governadores de Paraíba”, Flávio Dino é o “pior”.

Após a fala, que foi considerada preconceituosa por alguns nordestinos, os governadores assinaram uma carta repudiando a fala do presidente. Assinaram a carta Wellington Dias, Renan Filho (AL), Rui Costa (BA), Camilo Santana (CE), Flávio Dino (MA), João Azevêdo (PA), Paulo Câmara (PE) e Fátima Bezerra (RN).

Após a polêmica, Bolsonaro acusou os governadores nordestinos de quererem separar o Nordeste do restante do país.

Presentes na solenidade

Várias autoridades prestigiaram a visita do presidente da República, entre eles, a ministra da Agricultura, Teresa Cristina; a deputada federal de São Paulo, Joice Hasselmann (PSL); os senadores Elmano Férrer (Podemos) e Ciro Nogueira (PP); o deputado federal Paes Landim (sem partido); o presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, deputado Themístocles Filho (MDB); o prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB); deputado estadual Henrique Pires (MDB); o presidente da APPM, prefeito de Água Branca Jonas Moura; o ex-deputado estadual Robert Rios (sem partido); o ex-deputado Luciano Nunes (PSDB), entre outros.

Fonte: GP1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *