Home / Notícias / Destaques / Com mínima de 18°C, chuvas devem durar até maio deste ano no Piauí

Com mínima de 18°C, chuvas devem durar até maio deste ano no Piauí


Quando chega dezembro e início de janeiro o piauiense já sabe que esse tempo é de chuva no estado. As temperaturas costumam ficar amenas e o aquele solzão dá lugar às nuvens fechadas e ao tempo nublado. Em entrevista ao OitoMeia a meteorologista da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Semar) no Piauí, Sônia Feitosa, explicou que a previsão de chuva dura até maio. Na capital o período mais intenso é março, quando as chuvas são mais fortes.

“Daqui até o dia 14 de janeiro, nós teremos chuvas, mas não serão tão intensas como temos visto nos últimos dias. A partir do dia 15 as chuvas irão diminuir”, disse a meteorologista.

Tempo nublado marca capital piauiense em período de chuva / (Foto: André Luís / OitoMeia)

TEMPERATURA MÁXIMA E MÍNIMA

Para quem está curtindo esse clima de frio, pode comemorar. Segundo Sônia, a previsão de mínima, principalmente em Teresina é em torno de 22 a 23°C. Já no Sul do estado a previsão é de até 18°C.

A máxima deve variar em 32 a 34°C.  “Como estamos no tempo de período chuvoso a máxima não deve chegar naquele patamar que o teresinense está acostumado com 36 a 37° C”, explicou Feitosa.

CHUVA DE GRANIZO

Desde de dezembro que cidades do Piauí têm registrado chuvas fortes e granizo. A meteorologista explicou que esse fenômeno geralmente acontece em regiões mais quentes como o nordeste.

Placas e estabelecimentos ficaram destruídos durante a chuva forte com granizo em Campo Maior / (Foto: Campo Maior em Foco)

“Há três características para o granizo acontecer: umidade. calor e um tipo específico de nuvem que causa o granizo. Já registramos granizo em São Raimundo Nonato, Campo Maior, Santa Cruz e Jaicós”, explicou.

CHUVA CAUSA ALAGAMENTO

As fortes chuvas em Teresina, por exemplo causa alagamentos em alguns pontos da cidade. Ao OitoMeia a Defesa Civil orientou a população, dizendo que algumas atitudes podem evitar o alagamento em alguns bairros.

Prolongamento da avenida Barão de Castelo Branco alagada, na tarde desta sexta (15/12, em Teresina (Foto: Reprodução/Whatsapp)

“A maior causa dos alagamentos é o lixo jogado na rua que entope os bueiros. A saída seria fazer uma campanha educativa para que as pessoas não joguem lixo nas ruas. Onde a gente passa, vemos as pessoas jogando aquele saco de supermercado na rua. Esse lixo vai entupindo os bueiros e consequentemente quando vem a chuva não tem mais o que fazer, só esperar a água baixar”, disse o coordenador da defesa civil Marcos Rolf.

Fonte: Oito Meia | Foto: reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *