Home / Notícias / Destaques / “Crime organizado está afrontando o Estado”, diz governador Wellington Dias

“Crime organizado está afrontando o Estado”, diz governador Wellington Dias

O governador Wellington Dias (PT) esteve na manhã desta terça-feira (05/09) na zona Sudeste de Teresina, junto à secretária de Estado da Educação, Rejane Dias (PT), para entregar a reforma no Centro Estadual de Tempo Integral Professora Júlia Nunes Alves. Na oportunidade, o governador lembrou de uma das pautas conversadas com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante sua passagem na Caravana Brasil em Movimento pelo Piauí.

“Eu fiz questão de levar o ex-presidente Lula na Fazenda Luz e Vida. E o tema ali foi segurança”, relembra Wellington Dias à reportagem do OitoMeia. Para o governador, o tema segurança deve ser debatido por conta da situação que assola o país. “O crime organizado está afrontando o Estado. Eles [criminosos] saem em várias cidades ao mesmo tempo atirando em autoridades e em prédios públicos, em policiais. No Rio de Janeiro e São Paulo a matança de policial é o que está acontecendo”, comenta o governador.

Wellington Dias ainda lembrou dos recentes casos acontecidos em Teresina, uma alusão aos incêndios criminosos acontecidos no último mês de agosto.

Para o governador, o Brasil está perdendo o jogo e essa é a diferença do país para outros países. “Aqui não tem uma política integrada nacional com fonte que garanta recursos. Na educação temos o Fundeb, na saúde, o Fundo Sus de Saúde, no social tem vários fundos, mas não temos na área da segurança”, pontua.

O governador também menciona a necessidade de reduzir a quantidade de usuários de drogas. “Temos que tirar da vulnerabilidade. Quando alguém faz o uso de drogas e fica dependente a família abandona, a sociedade abandona”, conta.

Segundo o governador, os bandidos acabam “adotando” esses dependentes e os utilizam para praticar seus atos. “Eles fornecem as drogas a esses dependentes e, com isso, em troca, esses usuários de drogas roubam celulares, casas, bancos, sequestram. Ou seja, tornam uma pessoa de bem, com problemas de saúde, em criminosos”, lamenta Wellington Dias.

Para o governador, a política na segurança do Piauí deve servir de exemplo para a política do Brasil. Wellington Dias ainda lembrou do diálogo que teve com Lula durante a visita à Fazenda Luz e Vida, último final de semana. “Ele me disse: ‘Wellington, você me levou na marra para aquele evento, mas foi o melhor evento que fiz nessa viagem. Porque eu estou querendo viajar pelo Brasil é para ouvir, é para conhecer coisas novas que sejam solução para o Brasil”, relembra.

Wellington ainda citou duas coisas pontuadas pelo ex-presidente durante sua viagem ao Piauí. “A primeira foi com relação a área da educação, nosso sistema de educação, e essa agora na área da segurança”, conclui o governador.

Fonte: Oito Meia

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *