Home / Notícias / Destaques / Mais de 10 mil piauienses podem perder o PIS/Pasep se não sacarem o dinheiro
Foto: José Cruz / Agência Brasil

Mais de 10 mil piauienses podem perder o PIS/Pasep se não sacarem o dinheiro


Os trabalhadores e servidores públicos que tiveram emprego com carteira assinada em 2017 têm direito a receber o abono PIS/Pasep, caso a média da remuneração durante o ano não ultrapasse dois salários mínimos.

Mas esses trabalhadores devem ficar atentos ao prazo para receber o dinheiro, que vai até o dia 28 deste mês de junho. Mais de 2 milhões de brasileiros ainda não sacaram os valores. No Piauí, 13.485 pessoas com direito ao benefício ainda não resgataram o recurso. O valor disponível para saque chega a R$ 56 milhões no Estado, segundo a atualização do Ministério da Economia.

Até agora, já foram pagos quase 278 mil piauienses, o que representa 95% do total. O dinheiro do PIS é pago pela Caixa a trabalhadores da iniciativa privada. Já o Pasep, destinado a funcionários públicos, é liberado pelo Banco do Brasil.

Para ter direito aos valores, o trabalhador precisa:
– Estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos
– Ter trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2017
– Ter recebido, em média, até, no máximo, dois salários mínimos por mês

O PIS/PASEP varia de R$ 84 (para quem trabalhou apenas um mês em 2017) até R$ 998 (para quem trabalhou durante todo o ano). Os benefícios já haviam sido liberados conforme o mês de nascimento do trabalhador e, agora, estão disponíveis para os nascidos em qualquer mês.

É possível saber se tem direito ao benefício e qual o valor disponível acessando as páginas oficiais dos bancos ou indo diretamente a um caixa eletrônico.  Lembrando que o prazo vai até o dia 28 de junho, que é a última sexta-feira do mês.

Fonte: Cidade Verde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *