Home / Notícias / Destaques / MP investiga supostos crimes de assédio e importunação sexual cometidos por professores do IFPI
Campus do Instituto Federal do Piauí em Teresina — Foto: Gil Oliveira/G1

MP investiga supostos crimes de assédio e importunação sexual cometidos por professores do IFPI

Segundo o promotor, os crimes teriam acontecido nos campi de Teresina e do interior do estado. As denunciantes pediram que suas identidades permanecessem em sigilo.


O Ministério Público do Piauí instaurou um inquérito para investigar crimes de assédio e importunação sexual denunciados por estudantes do Instituto Federal do Piauí (IFPI). Os crimes estariam acontecendo em dois campi, o de Teresina e em uma cidade do interior, que não foi divulgada.

As vítimas procuraram o Núcleo das Promotorias de Justiça de Defesa da Mulher Vítima de Violência (Nupevid) e fizeram a denúncia de que os crimes estariam acontecendo dentro da instituição de ensino. O número de vítimas não foi divulgado.

Segundo o promotor de justiça Francisco de Jesus Lima, as investigações apuram se os crimes realmente aconteceram e quantos professores estariam envolvidos.

Promotor Francisco de Jesus Lima — Foto: Arquivo Pessoal
Promotor Francisco de Jesus Lima — Foto: Arquivo Pessoal

“Investigamos supostos crimes e supostos autores, mas se chegarmos a uma autoria e tivermos a materialidade dos delitos, será aberto um Procedimento de Investigação Criminal (PIC). Cabe ressaltar que os indícios são veementes. As narrativas trazem denuncias sérias. Estamos investigando”, destacou o promotor de justiça Francisco de Jesus Lima.

O IFPI de Teresina foi notificado no dia 11 de março e tem o prazo de 20 dias para enviar cópias de todos os processos administrativos abertos nos últimos cinco anos sobre os casos de assédio e importunação sexual. Em resposta, a reitoria da instituição respondeu que o levantamento feito pela Controladoria Interna do IFPI revelou que, nos últimos cinco anos, foram abertos sete Processos Administrativos Disciplinares (PAD) para averiguação de denúncias sobre o tema.

“As vítimas não queriam ter seus nomes divulgados por segurança. Foi aberta uma notícia de fato no dia 8 de março. Ainda no dia 11 deste mês, a reitoria do IFPI foi notificada com o pedido de todos os processos administrativos”, informou o promotor de justiça Francisco Jesus Lima, do Nupevid.

Trecho da notícia de fato que investiga denúncias de crimes de assédio e importunação sexual no IFPI  — Foto: Reprodução/MP-PI
Trecho da notícia de fato que investiga denúncias de crimes de assédio e importunação sexual no IFPI — Foto: Reprodução/MP-PI

Além do campus do IFPI de Teresina, os promotores de outros municípios do Piauí foram notificados para seguirem com o inquérito investigativo para apurar crimes de assédio e importunação sexual. Todos os promotores das 19 cidades com campus do IFPI foram noticiados.

“Na denúncia também foi citado que os crimes estariam acontecendo, além de Teresina, em outra cidade do interior do Piauí. Podem existir mais casos do tipo em outras cidades. O MP está aberto para preservar toda e qualquer vítima que esteja sofrendo com isso”, explicou o promotor do Nupevid.

Nota na íntegra

O Instituto Federal do Piauí (IFPI) informa que já respondeu a notificação do Ministério Público do Estado do Piauí sobre supostos casos de assédio e importunação sexual na instituição.

De acordo com o levantamento realizado pela Controladoria Interna do IFPI, nos últimos cinco anos foram abertos sete Processos Administrativos Disciplinares (PAD) para averiguação de denúncias sobre o tema.

A Controladoria do IFPI informa que esse tipo de denúncia tem prioridade na apuração e encaminhamento posterior, de acordo com a lei.

Fonte: G1 Piauí

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *