Home / Notícias / Destaques / Operação prende oito suspeitos de violência contra mulheres no Piauí

Operação prende oito suspeitos de violência contra mulheres no Piauí

A Operação deflagrada na manhã desta segunda-feira (26) com o objetivo de prender suspeitos de praticar violência doméstica contra mulheres. De acordo com a delegada Thais Paz, que coordenou a operação, todos os oito alvos foram presos.

A operação, batizada de Haddassa, visava cumprir oito mandados de prisão contra pessoas investigadas por crimes de injúria, lesão corporal, ameaça, extorção e estupro.

O último alvo foi preso por volta do meio-dia pela equipe da Força Tarefa da Secretaria de Segunrança. Identificado como Antônio Pereira da Silva, de 24 anos, ele foi preso suspeito de estupro de vulnerável. A Força Tarefa prendeu ainda Jaílson Luis do Nascimento, suspeito por ter esfaqueado a própria esposa.

Os policiais do 22º Distrito Policial deram cumprimento a um mandato de prisão contra Jhon Leno Ferreira dos Santos, encontrado com uma arma de fogo de fabricação caseira. De acordo com o delegado Tales Gomes, o rapaz é suspeito de agredir fisicamente a própria mãe. Ele também responde pelos crimes de ameaça e injúria.

Foram presos outras cinco pessoas. Os presos já identificados são Francisco Sales da Silva, Rafael Leal Barreto, Evaldo Carneiro da Silva, Aluísio Gomes Pinheiro Filho, que foi preso na cidade de Nazária, e João Bosco Bezerra de Carvalho.

Além da ação repressiva, os agentes da Secretaria de Segurança Pública (SSP-PI) realizarão blitz educativas com o objetivo de informar e alertar a sociedade sobre situações de violência praticadas contra mulheres e utilização do aplicativo Salve Rainha.

A operação faz parte da campanha 16 Dias de Ativismo pelo fim da violência contra as mulheres, que busca o debate sobre esse assunto. Um dos focos dessa campanha no Piauí é difundir mudanças na legislação penal sobre os crimes de importunação sexual, divulgação de conteúdo íntimo e estupros coletivo e corretivo.

Segundo a SSP-PI, o nome da Operação Hadassa significa protegida, aquela que protege, governante ou mulher que tem influência. Os presos serão encaminhados para a Central de Flagrantes.

Fonte: G1 Piauí

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *