Filmes sul-mato-grossenses são exibidos pelo projeto Cine Rodas na Capital

Até a próxima quinta-feira (26) o Projeto Cine Rodas estará com a sua primeira edição do cinema ao ar livre, que apresenta filmes e desenhos baseados em temas como inclusão social, sustentabilidade, meio ambiente e tolerância. As sessões gratuitas estão sendo realizadas desde a segunda-feira (23) na Praça Jardim Hortência, no bairro Aero Rancho com início previsto para as 18h30.

“O Cine Rodas é um projeto incentivado que está viajando por algumas etapas do Brasil na região Centro-Oeste e Sudeste, ficando quatro dias em cada cidade. Tem workshop de animação com massinha durante o dia e no final da tarde ao cair da noite começam as sessões de cinema que são mais de cem curtas”, explica Sueli Parisi, produtora responsável pelo projeto Cine Rodas.

A vinda do projeto para o Mato Grosso do Sul foi intermediada pela Secretaria de Cidadania e Cultura (Secic), e traz uma novidade ao público sul-mato-grossense, com a exibição de filmes (curtas/ média e longa metragens) produzidos por cineastas aqui do Estado, liberados pelo Museu da Imagem e do Som (MIS).

“Nós fizemos uma seleção de filmes contemporâneos do cinema sul-mato-grossense, com classificação indicativa livre e que conversa com todos os públicos. Então falam muito do nosso Estado, um pouco das nossas histórias com questões relacionadas a cultura, a música, a diversidade cultural e também ambiental. Além de um filme para o público infantil e sobre as comunidades tradicionais. E os nossos filmes estarão no catálogo para serem exibidos em outras cidades conforme a organizadora do projeto, o que é muito interessante para a nossa cultura. E pensando nessa pluralidade que fizemos a seleção”, explica Marinete Pinheiro, cineasta e coordenadora do MIS (Museu da Imagem e do Som), da Fundação de Cultura.

Confira a lista dos filmes sul-mato-grossenses selecionados:

A Dama do Rasqueado Direção Marinete Pinheiro Sinopse: Um mergulho as raízes do rasqueado e a própria história da música de Mato Grosso do Sul, com a percursora do gênero rasqueado, Delinha, a grande dama do estado, com 85 anos de idade quase 60 dedicados à música. Neste filme repleto de convidados que recriam canções e revelam o talento e a poesia de Délio e Delinha, rastros da trajetória da cantora ao lado de Délio, os caminhos e inspirações para a dupla gravar mais de 20 discos, todos com composições próprias, produzindo a maior discografia artística de MS.

Fujona – Em busca de liberdade Direção Lu Bigatão Rio SINOPSE “FUJONA em busca da liberdade” aborda o espaço destinado aos animais silvestres com a expansão das atividades humanas em seus territórios. O filme conta a história do filhote de onça pintada que fugiu duas vezes do Centro de Reabilitação de Animais Silvestres de Campo Grande/MS, foi capturada e depois solta na natureza. O curta reproduz toda trajetória sob o ponto de vista da onça, levando o público a acompanhar os seus sentimentos e sua busca pelo seu habitat natural.

As Invenções de Akins Direção Ulisver Silva Sinopse – Akins é um menino que adora construir seus próprios brinquedos. Depois de ver um programa de TV, resolve construir sozinho uma máquina feita de sucatas e brinquedos. Porém o que parecia ser apenas uma brincadeira, se torna um grande desafio para sua autoestima.

Campo Grande das Araras Direção Lu Bigatão Rio e Rosiney Bigatão Sinopse: CAMPO GRANDE DAS ARARAS retrata a migração das aves do meio rural para Campo Grande e a saga para sobreviverem em meio aos seres humanos. Um documentário diferente, que mostra o mundo sob o ponto de vista das aves, através de imagens de drones que simulam seus voos. A equipe acompanhou as aves durante um ano, para acompanhar seu ciclo reprodutivo.

Flores de Bálsamo Roteiro, Fotografia e Direção: Lucas Miyahira dos Santos, Henrique Arakaki e Karen Freitas Sinopse: A descoberta de um antigo instrumento musical proporciona o encontro de um jovem com a música e as tradições da Ilha de Okinawa, despertando também as lembranças de seus bisavôs. As histórias do casal de idosos convidam o espectador a refletir sobre a relação entre o som e memória, como também sobre continuidade e mudança cultural.

Kuna Porã – Matriarcas Guarani e Kaiowá Direção Fabiana Fernandes e Daniela Jorge João Sinopse: Kuña Porã: Matriarcas Kaiowá e Guarani é um documentário de escuta, amor e resistência. Idealizado e concebido totalmente em conjunto com suas protagonistas, entre elas, anciãs, parteiras, rezadoras, artesãs, agentes de saúde e professoras. Elas expressam através dos relatos de suas lutas coletivas e práticas cotidianas as especificidades de ser mulher Kaiowá e Guarani no imaginário social de suas aldeias e acampamentos na região cone sul de MS.

Entre os filmes em cartaz estão: 

Lili Stop (Parada de ônibus) Caminho dos Gigantes Cuerdas (Cordas) Ian O Fim do Recreio Um desejo dobrado (A Folded Wish) After the Rain (Depois da chuva) La Bruxa (A Bruxa) The Gebonions (Os Gebonions) Jinxy Jenkins & Lucky Lou (O Azarado Jenkins e a Sortuda Lou) Doe-se a doar Tamara

Cine Rodas – Cidadania Viva No período da tarde acontecem as oficinas de stop motion e as oficinas temáticas com os bolsistas do Programa Cidadania Viva, nas tendas do Mundo Lúdico e Pontes para Cidadania; Mundo dos 17 ODS e Prosa Cidadã e Mundo das Imagens e Vozes Cidadãs, e a partir das 18h30 às sessões gratuitas de cinema.

SERVIÇO: CINE RODAS BRASIL Data: 23 a 26 de maio de 2022 Oficinas Temáticas – Tenda da Cidadania | | 13:00 às 17:30 Oficina de Stop Motion – Cine Rodas Brasil | 13:30 às 17:30 Sessão de Cinema | Gratuito – 18:30 às 21h Local: Praça Jardim Hortência – Aero Rancho – Campo Grande (Avenida Arquiteto Vila Nova Artigas esquina com as ruas Gerbera e Prímula).

Texto:  Jaqueline Hahn Tente – Secic Fotos: Matheus Carvalho – Secic 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *