PROFLORESTA quer potencializar cadeia produtiva que gera 27,2 mil empregos em MS

Um novo programa, com foco no desenvolvimento sustentável de florestas, o PROFLORESTA, foi lançado nesta semana, pelo Governo do Estado, durante o Show Florestal – Feira da Indústria do Eucalipto que aconteceu em Três Lagoas.

Jaime Verruck secretário da Semagro explicou que o PROFLORESTA é o resultado do trabalho dos técnicos da Semagro, em parceria com o Sebrae-MS, que realizaram a revisão e o aprimoramento do Plano Estadual para o setor elaborado em 2009.

Verruck explicou que o foco é fomentar a diversificação da nossa produção, fortalecer o encadeamento produtivo, ampliando nossa base florestal.

Referência na integração lavoura-pecuária-floresta, Mato Grosso do Sul terá na floresta de longo prazo uma grande opção.

O secretário adiantou que o Governo do Estado também está trabalhando na infraestrutura necessária para o escoamento da produção.

O PROFLORESTA é um programa para os próximos dez anos, defendeu Verruck.

Levantamento da Semagro aponta que, na última década, as áreas de florestas plantadas com eucalipto e seringueira em Mato Grosso do Sul cresceram a taxas anuais de 14% e 18%, respectivamente. O Estado lidera a expansão florestal brasileira superando 2 milhões de hectares de florestas plantadas (somente de eucalipto, são 1,1 milhão de hectares).

Atualmente, Três lagoas é principal polo industrial do setor, com mais de 400 empresas no distrito industrial. O município tem mais de 10 mil empregos diretos gerados pela indústria, e é o primeiro no ranking nacional de florestas plantadas, com 263 mil hectares.

O setor florestal de Mato Grosso do Sul é responsável hoje pela geração de 27,2 mil empregos. Em 2021, o segmento gerou 6.266 empregos a mais em relação a 2020. Esse crescimento de postos de trabalho deve continuar nos próximos anos, com os investimentos já em curso no Estado, como o da nova fábrica de celulose da Suzano, em Ribas do Rio Pardo, no valor de R$ 14,7 bilhões.

 

Katiuscia Fernandes – Subcom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *