Governo do Estado inicia revitalização da Concha Acústica Helena Meirelles

As obras de revitalização da Concha Acústica Helena Meirelles, realizada pelo Governo do Estado, estão dando “cara nova” ao espaço emblemático para apresentações culturais no Parque das Nações Indígenas.

A reforma teve início no mês de maio e tem previsão de entrega para o mês de agosto. O projeto prevê a pintura externa e reforma do piso dos palcos da concha acústica Helena Meirelles, com investimento total de R$ 210.036,73.

A arquiteta da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, Claudia La Picirelli de Arruda, explica que será trocado o piso do palco das duas conchas acústicas. O concreto será substituído por Granilite preto, piso especifico para fluxo intenso e absorção de grande impacto. “Esse material tem maior durabilidade e poderá suportar grandes apresentações com grande número de pessoas sem desgaste”, disse.

Também será realizada a pintura de toda área externa da concha acústica e também será feito a restauração total das arquibancadas. 

Coordenadora da Concha Acústica, Wanda Britto.

A coordenadora da Concha Acústica, Wanda Britto, destaca que após a revitalização o espaço cultural irá receber intensa agenda cultural, incluindo a retomada do projeto “Som na Concha”. “A partir da inauguração em meados de agosto, já estamos com eventos programados até novembro”, completa.

Em 2019, a Concha Acústica teve seu interior reformado e pintado, incluindo recepção, administração e os cinco camarins. Em homenagem a artista que dá nome ao espaço cultural, cada camarim ganhou nomes de discos da Helena Meirelles, “Flor de Guavira”, “Raiz Pantaneira”, “Rincão Pantaneiro”, “Cambaguá” e  “Araponga”. “Nossa intenção era deixar o local com a cara dessa grande artista que batizamos a Concha Acústica”, continuou.

A Concha conta com dois auditórios, o primeiro para 1.050 pessoas e o segundo com 450 lugares, dispondo de toda estrutura necessária. Também conta com dependências administrativas, onde podem ser agendados eventos, camarins e galpão para armazenagem de instrumentos e material técnico.

Localizada no Parque das Nações Indígenas, ao lado do Museu de Arte Contemporânea, a Concha Acústica Helena Meirelles é um local que une a beleza de um dos pontos turísticos da Capital com uma moderna infraestrutura. Inaugurada em outubro de 2004, suas atividades culturais tiveram início oficializado com a abertura do Projeto Estação Cultura, no dia 13 de março de 2005, com show da Dama da Viola, Helena Meirelles.

Airton Raes, Subcom Fotos: Chico Ribeiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *