MS gera 6.644 empregos formais no mês de maio; no acumulado dos últimos 12 meses são 40 mil novas vagas

Em Mato Grosso do Sul, 6.644 contratações com carteira assinada foram realizadas em maio de 2022. O setor que mais contratou trabalhadores no mês foram os Serviços (2.516 vagas a mais), Comércio (1.345 a mais) e Indústria (999 vagas a mais). No acumulado dos últimos 12 meses, o Estado contabiliza geração de 40,18 mil novas vagas, de acordo com os dados do Caged (Cadastro Geral de Emprego e Desemprego) divulgado nesta terça-feira (28) pelo governo federal.

As informações estão compiladas na Carta de Conjuntura do Mercado de Trabalho do mês de junho, elaborada pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar). “O setor de Serviços vem apresentando, no acumulado dos últimos 12 meses, 16,2 mil vagas a mais enquanto no Comércio foram 8,9 mil vagas a mais”, pontuou o secretário Jaime Verruck, da Semagro.

As atividades do setor de Serviços que tiveram mais contratações em maio foram: Informação e comunicação (1.181 vagas a mais), Atividades Administrativas e complementares (646 vagas a mais) e Transportes (506 vagas a mais). Com relação à Indústria, no acumulado dos últimos 12 meses, o setor apresenta uma criação de 3.366 novas vagas, enquanto que na Construção Civil acumula 5.423 novas vagas.

Com relação à questão regional, o município de Campo Grande apresentou melhor resultado com geração de 6.907 novos empregos formais, seguido por Três Lagoas (2.349); Ribas do Rio Pardo (1.967); Dourados (1.926) e Aparecida do Taboado (855). O pior resultado foi para o município de Juti, que registrou a destruição de 213 empregos formais.

Marcelo Armôa, Semagro Foto: Arquivo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *