Governo arca com passe da Rede Estadual de Ensino, e tarifa de ônibus na Capital fica congelada

O caos no transporte coletivo da Capital chegou ao fim. Isso porque, o Governo do Estado se prontificou em arcar voluntariamente com todos os custos dos estudantes da rede estadual de ensino que utilizam o transporte coletivo na Capital.

A decisão foi anunciada nesta terça-feira, dia 28, pelo governador Reinaldo Azambuja. Porém, ele ressaltou que quer a garantia do congelamento da tarifa até o final deste ano, quando termina o seu mandato.

A atual prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes, que herdou essa grande confusão, reconheceu a parceria do Governo ao assumir um compromisso que não é de responsabilidade do Estado, e levou a questão ao Consórcio Guaicurus. Ela agradeceu o apoio e ajuda do Governo do Estado, para manter a tarifa no valor atual de R$ 4,40, que poderia chegar a R$ 6,15.

Já nesta quarta-feira, dia 29, após a reunião com o Consórcio Guaicurus, ficou então definido pela manutenção do valor da tarifa até dezembro.

O secretário de Governo, Eduardo Rocha, participou da reunião nesta quarta-feira, e lembrou que mais uma vez, o Estado é parceiro da Capital.

Pelos dados do Consórcio são cerca de 214 mil estudantes da rede estadual que usam o transporte (coletivo), o que representaria um repasse de R$ 1.114.000 por mês, mas estes dados ainda serão auferidos pela Agência de Regulação do Estado.

 

Katiuscia Fernandes – Subcom

Foto: Edemir Rodrigues

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *